EDITORIAL 

Por Sebastião Cavalcante

Conversando ontem no Viva com alguns barraqueiros e transeuntes, busquei saber os motivos da ausência dos festejos juninos, para minha surpresa fui informado de dois motivos:
O primeiro foi que, por determinação do Ministério Público o arraial foi embargado pois deveria ser cercado e oferecer total segurança ao público e brincantes.

O curioso é que somente a prefeitura foi notificada, pois diversos arraiais estão funcionando no Município, inclusive os arraiais como o de hoje da Vereadora Orlete e o do Vereador José Itaparndi não tiveram tal exigência.
O segundo motivo foi ainda mais curioso, pois foi argumentado que a crise e os problemas financeiros estariam levando os investimentos a priorizar Educação, Saúde, Infraestrutura, etc.
Com escolas ainda hoje com falta de professores, merenda, infraestrutura e materiais didáticos inadequados excesso de contratos além da não nomeação dos excedentes do concurso, fazem cair por terra essa justificativa.


A saúde dispensa comentários.
A infraestrutura é algo surpreendente também, pois apesar do Município viver um caos neste setor a 6 meses, foi descoberto um contrato milionário neste setor, o curioso é que uma micro empresa com faturamento máximo de 360 mil anuais carrega consigo contrato de quase 6,5 milhões, o mais curioso ainda é que a empresa é de um cunhado do Presidente do TCE Jorge Pavão mesmo órgão que manteve contrato fantasma lotado no Gabinete de Edmar Cutrin por 10 anos Thiago Maranhão, filho de Waldir Maranhão e padrinho do atual secretário de Cultura de Paço do Lumiar Hamilton Martins, ou seja, o mesmo que segundo os barraqueiros em companhia de Ronald levou tais argumentos aos que esperavam pelos festejos. http://googleweblight.com/…



Pelo que dar para perceber parece que existem mais quadrilhas se apresentando nestes festejos no arrail de TCE do que em Paço do Lumiar não é mesmo Dr Marconi Lopes???




MOMENTOS DE INDIGNAÇÃO 

Por Ana Catharine Melo

13510886_1106376706096753_909417732526044596_n

"Diante da imagem desta barraca agora no chão não mais de pé armada pelas mãos de trabalhadores que tinham a esperança de ter um trabalho extra no período junino, podemos dizer que estão exterminando com a alma do povo luminense , certo dia terminando um artigo sobre cultura percebi a importância da cultura e principalmente do período junino.
O São João teve suas origens nas promessas das famílias em querer reivindicar proteção aos santos do mês de junho ( Santo Antonio, São João, São Pedro e São Marçal) devido as epidemias que se alastravam na Europa e vinham se espalhando por todos os países desta forma surge como pedido de proteção no tempo dos nossos ancestrais brasileiros no Brasil ainda colônia de Portugal que foi tradicionalmente passada de geração a geração pra perpetuar o inicio e seguir o costume familiar mas que foi ameaçada por uma gestão desastrosa, incompetente que por birra ou desculpa esfarrapada insiste em criar fatos para não dar continuidade as tradições populares e até mesmo o aniversário do bairro do Maiobão foi deixada pra trás.
Perante tal situação paira uma pergunta será que diante desta situação e de tantas outras que reflete o abandono da cidade de Paço do Lumiar como resistirá por ainda seis meses essas torturas essa terrível falta de compromisso com a população luminense?
Não temos ruas pavimentadas, não temos uma educação de qualidade, nem saúde e nem festas tradicionais pra levar as novas e futuras gerações a terem lembranças da nossa terra natal, dessa forma nos resta lembrar da barraca caída no chão e perceber que esse ano 2016, será repleto de páginas vazias no calendário festivo da cidade e na esperança de nos libertarmos no dia em que esse opressor saia do comando do nosso município pois as eleições estão chegando e ai sim o povo terá sua libertação." 






0 comments so far,add yours