Associação Maranhense de Blogueiros diz confiar no trabalho desenvolvido pela blogosfera maranhense...

A Associação Maranhense de Blogueiros – AMABLOG, divulgou nota de repúdio, nesta segunda-feira (7), aos comentários ofensivos feitos à categoria, pelo Ministério Público do Maranhão e pela Associação dos Magistrados do Maranhão, no último sábado (5), por ocasião de blogueiros maranhenses terem publicado que o promotor de justiça Paulo Ramos revelou ter feito um acordo com a juíza Cristiana Ferraz, no chamado “Caso Sefaz”.
Na nota, a AMABLOG lembra que a blogosfera do Maranhão trabalha de forma ética, honesta e transparente e que, por isso, confia e apoia de forma irrestrita o trabalho desenvolvido com responsabilidade pelos blogueiros.
Leia a nota na íntegra:

Nota de Repúdio

A Associação Maranhense de Blogueiros – AMABLOG, vem a público, perante a sociedade e todos os meios de comunicação, repudiar veementemente as declarações feitas pela Secretaria para Assuntos Institucionais do Ministério Público do Estado do Maranhão – MPMA e pelo presidente em exercício da Associação dos Magistrados do Maranhão – AMMA, Marcelo Moreira, publicadas nos sites das respectivas entidades, no ultimo sábado (5), onde foram tecidas críticas e comentários desrespeitosos à blogosfera maranhense.
Na ocasião, em mera estratégia para tirar o foco das declarações reveladoras do promotor de Justiça Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, de que havia feito um acordo com a juíza Cristiana de Sousa Ferraz Leite, da 8ª Vara Criminal de São Luís, bem como para tentar esconder a estranha e suspeita não inclusão de membros do próprio Ministério Público nas denúncias feitas à Justiça envolvendo o chamado ‘Caso Sefaz’, as duas entidades passaram a atacar os blogueiros que estão cobrindo o caso, em total agressão à liberdade de expressão e de informação, direitos cíveis e sociais garantidos pela Constituição Federal Brasileira de 1988.
A blogosfera maranhense age de forma ética, honesta e transparente, diferente de outros setores que são conhecidos por apontar o dedo para alguns, na tentativa de criminalizá-los, mas que faz vista grossa aos da própria casa, não investigando e nem denunciando aos órgãos competentes o derramar de dinheiro público em obras superfaturadas e espetos de pau, farra de diárias durante a realização de congressos em hotéis de luxo e super salários acima do teto nacional.
A AMABLOG entende como ato de natureza inaceitável e de extrema má fé as duas entidades, em pleno Século XXI, trabalharem de forma inconsistente e irresponsável para que a sociedade não tome conhecimento dos fatos ora ocorridos.
A AMABLOG lembra que as duas entidades supracitadas até tem a liberdade de agir em corporativismo para com os seus membros, como tem por costume fazer em todo e qualquer caso. Contudo, é preciso garantir o mínimo de responsabilidade com esse tipo de ato, além de ter o compromisso com a verdade e não criar factoides. 
Assim, a AMABLOG manifesta apoio irrestrito e confiança no trabalho desenvolvido com responsabilidade pela blogosfera maranhense, e alerta que adotará as providências legais pertinentes ao caso, o qual esperado que não se repita.
Luís Cardoso
Presidente da Associação Maranhense de Blogueiros

0 comments so far,add yours