A Polícia Civil do Maranhão cumpriu hoje (21) mandados de busca e apreensão nas residências e escritório de pelo menos três dos denunciados no chamado Caso Sefaz.
Autorizados pela juíza Critiana Ferraz, que responde interinamente pela 8ª Vara Criminal, os policiais foram até as residências dos ex-secretários de fazenda Cláudio Trinchão e Akio Valente e à casa e escritório do advogado Jorge Arturo.
Um mandado – foram 10 no total – foi cumprido, ainda, no Centro de Tecnologia Avançada (CTA), empresa do advogado.
A denúncia do caso foi apresentada no final do mês de outubro pelo promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís.

0 comments so far,add yours