Foto: ANDRE DUSEK/AGÊNCIA ESTADO/AE
O site Congresso em Foco revela que o Ministério Público denunciou a Justiça que 443 ex-deputados federais teriam cometido abuso na utilização das passagens aéreas. O assunto foi denunciado pelo próprio site Congresso em Foco ainda em 2009 e ficou conhecido como a farra das passagens.
Vale destacar que na lista dos denunciados não há qualquer parlamentar no exercício do mandato ou ministro de Estado. Também não consta o nome do presidente Michel Temer (PMDB), que cedeu sua cota de passagens à época para viagem de turismo de familiares à Bahia, como mostrou o Congresso em Foco.
É que congressistas, ministros e o presidente da República, entre outras autoridades, só podem ser investigados e julgados no Supremo Tribunal Federal (STF). Nesse caso, a denúncia só pode ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
Claro que é preciso que primeiro a Justiça acate a denúncia, para somente depois disso o caso realmente seja julgado.
Entre os 443 ex-deputados, existem doze ex-parlamentares do Maranhão, são eles: Albérico Filho (prefeito eleito de Barreirinhas), Carlos Brandão (vice-governador do Maranhão), Clóvis Fecury, Domingos Dutra (prefeito eleito de Paço do Lumiar), Gastão Vieira, Julião Amim, Nice Lobão, Pedro Novais, Ribamar Alves (prefeito de Santa Inês), Remi Trinta, Sebastião Madeira (prefeito de Imperatriz) e Sétimo Waquim.

0 comments so far,add yours