Laudo confirma: Lucas Porto estuprou Mariana Costa.
Laudo do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim-MA), apresentado hoje (23) pela Polícia Civil, confirma que a publicitária Mariana Costa, foi estuprada antes de ser assassinada pelo cunhado, o empresário Lucas Porto.
O crime aconteceu no dia 13 de novembro.
O documento atesta, ainda, que a morte se deu mesmo por asfixia.
“Foi uma violência contra a mulher para satisfazer a sua lascívia. Uma crueldade com a vítima que foi surpreendida enquanto dormia”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferon Portela (PCdoB).
Pelo crime, Porto foi indiciado por homicídio qualificado e estupro. As penas, combinadas, podem chegar a 60 anos de prisão.
O empresário Lucas Porto pode ser condenado até a 60 anos de prisão pelo assassinato da sua cunhada, a publicitária Mariana Costa.
Mariana foi estuprada e morta pelo cunhado, conclui polícia
Laudo apresentado hoje (23) pelo Sistema de Segurança do Estado aponta que houve estupro da jovem antes da sua morte (reveja).
Por conta disso, segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Lawrence Melo, Porto foi indiciado por homicídio qualificado e estupro.
No caso de homicídio simples, a pena vai de seis a vinte anos de reclusão – quando há qualificadoras, a pena sobe pra até 30 anos.
Já no estupro, a pena é de seis a dez anos de reclusão – mas se dessa conduta resulta morte da vítima, a prisão pode ser, também, de até 30 anos.
__________________Leia mais

0 comments so far,add yours