Escavadeira avança sobre palafitas durante a operação de desocupação da margem da Avenida IV Centenário
O Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís montaram uma verdadeira operação de guerra para expulsar famílias palafitadas da margem direita da Avenida Quarto Centenário, no trecho que passa pelo bairro Liberdade. Cerca de 250 policiais militares foram convocados para dar suporte à ação, por receito de um confronto em uma área considerada de alto risco de violência.
A desocupação foi coordenada pela Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), que pediu apoio, também, à Blitz Urbana. Enquanto os casebres eram derrubados por uma retroescavadeira, moradores retiravam, às pressas, pertences como sofás, camas, televisores, aparelhos de som e até máquinas de levar.
Policiais militares observam derrubada de casebres de famílias palafitadas do PAC Rio Anil
Policiais militares observam derrubada de casebres de famílias palafitadas assistidas pelo PAC Rio Anil
Alguns demonstraram revolta com o que chamaram de truculência. Uma palafitada acusou os executores da operação de ter derrubado um casebre com uma mulher e a filha dentro. “Se alguma coisa acontecer conosco vamos acionar a Secid na Justiça”, anunciou.
De acordo com a secretária de Cidades, Flávia Alexandrina, as famílias expulsas já haviam sido notificadas a deixar os barracos. Como compensação, todas vêm recebendo o auxílio do governo chamado Aluguel Social, para custear outras moradias.
Até a cavalaria da PM foi acionada para dar suporte à operação (Foto: Priscila Petrus)
Até a cavalaria da Polícia Militar foi acionada para dar suporte à operação (Foto: Priscila Petrus)
Uma vez desocupada, a área dará lugar a um conjunto de obras de urbanização, em continuidade ao PAC Rio Anil. Serão construídas uma praça e uma estação elevatório da Caema”, informou a secretária.
Assista aos vídeos com mais imagens da desocupação:

0 comments so far,add yours