Home / Geral / CRM denuncia médica cubana por prescrever medicamento errado
20131129125357871020i

CRM denuncia médica cubana por prescrever medicamento errado

“MAIS MÉDICOS” »CRM denuncia médica cubana por prescrever medicamento errado a paciente

20131129125357871020i
Abdon Murad, presidente do CRM/MA. recebe denuncia contra a médica cubana Norma Rodriguiz do Programa Mais Médico

O Conselho Regional de Medicina do Maranhão fez uma revelação surpreendente sobre uma médica cubana que está no Brasil atuando no “Programa Mais Médicos”. A profissional teria prescrito a medicação chamada metocarbamol, exclusiva para o uso veterinário, e que no Brasil serve para cavalos, cães e gatos.

O fato aconteceu na cidade de Barra do Corda no último dia 20, mas só chegou ao CRM nesta semana, após ter causado grande alvoroço nas redes sociais. Segundo o presidente do CRM, Abdon Murad, o caso da médica cubana, identificada como Norma Rodriguez chegou à entidade através de denúncias feitas pela própria população e por médicos maranhenses.

Abdon Murad apresentou a cópia da receita que teria sido prescrita pela cubana, o ofício da Superintendência da Vigilância Sanitária do Maranhão onde a entidade afirma não existir autorização de qualquer medicamento com a substância ativa (metocarbamol) no banco de dados da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
Com isso, o próximo passo do CRM será encaminhar um ofício a Promotoria da Saúde do Maranhão solicitando investigação do fato e decorrentes problemas causados pelo uso da medicação. Neste documento Abodn confirmou que será anexado as cópias das conversas entre Anvisa e Superintendência Estadual, assim como a foto do receituário escrito pela médica para o paciente que tem osteoartrose. “Vamos mostrar ao promotor Hebert Figueiredo o ocorrido em Barra do Corda. São médicos despreparados que o país só vai conhecer com erros gritantes como este”, analisou.
Contrário ao programa do Governo Federal desde o início, Abdon disse ser prova de que o “Mais Médicos” é um erro escandaloso da presidente Dilma Rousseff. “Esses médicos não estão preparados, pois além de não terem feito o Revalida não tiveram muito tempo de preparação e sequer contato com o DEF (Dicionário de Especialidades Farmacêuticas) para saber o que é usado aqui”, pontuou.
O presidente do CRM ainda fez um apelo para que os médicos maranhenses, os enfermeiros e farmacêuticos observem as prescrições médicas dos profissionais estrangeiros para evitar casos similares no Maranhão. “Até acho que a culpa não é deles, mas do Governo que usa o programa para fazer politicagem”.
De acordo com o secretário de saúde do município Barra do Corda, Alexandre Miranda Leite, a médica Norma Rodriguez, que assina o documento, já foi orientada e continua exercendo a atividade. A reportagem entrou em contato com o Ministério da Saúde que se comprometeu em apurar o caso, mas até o fechamento desta edição não forneceu detalhes sobre o processo investigativo.
O comprimido é usado no país cubano como relaxante muscular e, a médica já teve acesso à relação de medicamentos usados no Brasil. O metocarbamol causa nos seres humanos tonturas, náuseas, vômitos, desmaios, febre e convulsões.

About Nonato Aguiar

Nonato Aguiar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>